As mudanças no Flamengo após um mês sob o comando de Tite

Facebook
Twitter
Telegram
WhatsApp

Há um mês, Tite assumiu o comando técnico do Flamengo, marcando sua estreia com uma vitória convincente por 2 a 0 sobre o Cruzeiro. Neste curto período, as mudanças dentro de campo foram notáveis, transformando o Rubro-Negro em uma equipe mais organizada e resistente defensivamente.


CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Um Balanço dos Números em Campo: Quatro Vitórias e Novas Perspectivas

Em sete jogos sob o comando de Tite, o Flamengo conquistou quatro vitórias, incluindo triunfos fora de casa contra Cruzeiro e Fortaleza, além de uma vitória expressiva sobre o Palmeiras. Com 12 gols marcados e seis sofridos, a equipe demonstrou uma evolução consistente. No entanto, duas derrotas e um empate ressaltam que o caminho para a consolidação total ainda está em construção.

Quem Ganhou Mais Espaço: A Ascensão de Cebolinha e Luiz Araújo

É inegável que dois jogadores se destacaram desde a chegada de Tite: Everton Cebolinha e Luiz Araújo. O ponta, campeão da Copa América de 2019 sob o comando do treinador, mostrou versatilidade em todas as sete partidas, enquanto Luiz Araújo, em crescente desempenho, contribuiu com gols e intensidade ao Flamengo.


CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

A Escolha de Tite: Pedro como Figura Frequente

Pedro, o camisa 9, emerge como peça fundamental no esquema de Tite, sendo o único jogador de linha a iniciar todas as sete partidas. Sua movimentação tática não apenas melhorou o aspecto físico, mas também trouxe mobilidade, tornando-se uma figura constante na defesa para auxiliar na marcação.

A Espinha Dorsal da Equipe: Consistência e Entrosamento

A espinha dorsal da equipe, formada por Fabrício Bruno, Léo Pereira, Erick Pulgar, Gerson, Rossi e Pedro, permaneceu consistente, sendo titular em seis dos sete jogos. Mesmo com suspensões, esses jogadores foram a base sólida que sustentou o desempenho do Flamengo até o momento.


CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

O Que Está em Aberto: As Incógnitas nas Laterais e os Sistemas Utilizados

Enquanto alguns setores permanecem sólidos, as laterais se apresentam como posições mais indefinidas. Tite experimenta com Ayrton Lucas e Filipe Luís, buscando a combinação ideal. Além disso, o técnico iniciou com um 4-4-2, mas adaptações para um 4-3-3 foram necessárias em determinados jogos, mostrando a flexibilidade tática que ele trouxe para o Flamengo.

Os Desafios Táticos de Tite: Adaptações e Variações no Esquema de Jogo

Tite iniciou sua trajetória no Flamengo com um 4-4-2, mas logo mostrou a capacidade de alterar taticamente as partidas. Contra o Cruzeiro e o Vasco, ajustes estratégicos foram decisivos para as vitórias. No entanto, diante do Santos e do Fortaleza, ausências importantes forçaram Tite a optar por um 4-3-3, demonstrando sua adaptabilidade diante de desafios.


CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Conclusões e Perspectivas: Um Mês de Evolução Notável Sob o Comando de Tite

Após um mês sob o comando de Tite, o Flamengo exibe uma evolução notável. As mudanças táticas, o destaque de novos jogadores e a busca pela formação ideal indicam um processo de transformação em curso. À medida que o treinador continua a moldar a equipe, os torcedores aguardam para ver como essa evolução se refletirá nos próximos desafios do Rubro-Negro.

Rolar para cima